DENTRO é selecionado para festival internacional na Índia

O curta-metragem DENTRO, roteirizado e dirigido pelo cineasta mineiro Alisson Resende, foi selecionado para o Festival Internacional de Cinema de Shorts de Delhi, na Índia. O filme vai concorrer em quatro categorias: melhor filme, melhor diretor, menção honrosa do júri e menção especial do Festival. A sétima edição do Festival será no dia 28 de outubro, em Delhi, a segunda maior cidade da Índia.

O Festival é realizado desde 2012 pela Miniboxoffice para estabelecer uma indústria de curta-metragem paralela ao cinema comercial. Foram selecionados curtas-metragens e documentários com abordagens pensativas e criativas de todo o mundo.

“ O DENTRO é o meu trabalho mais maduro, mais intenso. O filme recebeu 4 indicações, entre elas a de melhor diretor e melhor filme em curta-metragem. Estou ansioso e confiante. Espero representar o meu país e estado da melhor forma possível” – Alisson Resende.

O filme DENTRO foi gravado em Divinópolis em dezembro do ano passado. O curta é um suspense psicológico narrado por uma personagem que vive momentos de medo, angústia e tensão ao se ver presa pela escuridão. Todas as cenas foram gravadas em dezembro do ano passado em um galpão escuro, sem iluminação. Para conduzir a história vivida pela personagem o cineasta utilizou uma iluminação bem restrita e planejada: 90% da luz foi com o uso de uma lanterna de celular, apenas a cena final (a batida da porta) foi produzida com um led. Foram aproximadamente 4 horas de gravação e toda a produção do filme foi independente. O cineasta Alisson Resende foi o responsável por todas as etapas do curta-metragem, do roteiro à edição.

“Ter um filme selecionado em um festival é sempre gratificante. Ter um filme de
produção independente e baixíssimo orçamento selecionado por um festival
internacional é mais gratificante ainda pois aprova e certifica a qualidade do
trabalho realizado. Acredito que o sucesso da história se deve pelo fato dela
retratar um sentimento universal, e é justamente por isso que o filme foi
selecionado por um país com cultura tão distinta da nossa. Não importa qualquer
diferença cultural, a dor e os escuros da alma são sempre universais’ – Alisson
Resende.

O lançamento do filme foi em março deste ano no Teatro Municipal Usina
Gravatá, em Divinópolis e, contou com a presença do Secretário Municipal de
Cultura, Osvaldo André de Mello. Ao saber da exibição do curta na Índia o
secretário comemorou a projeção de Divinópolis em outro país.

“A participação do filme divinopolitano na Índia projetará nossa idade e
encontrará, certamente, a recepção ideal de uma cultura sensível à
espiritualidade, aos mistérios da vida, aos desiquilíbrios que podem encontrar
equilibração. O curta DENTRO, do jovem cineasta divinopolitano, Alisson
Resende, com a talentosa atriz Ruth Flôres, investiga os meandros do inconsciente
e da mente. Linguagem impactante, a serviço da apreensão do máximo drama no
mínimo tempo. A medida exata do tempo cinematográfico…” – Osvaldo André de
Mello

Por meio da personagem Bárbara, interpretada pela atriz Ruth Flôres, o
filme aborda sentimentos do dia a dia, como a depressão, tristeza, insegurança,
dúvidas e solidão. O DENTRO foi o primeiro trabalho da atriz no cinema, uma
estreia marcada pelo reconhecimento do público.

“Eu me sinto honrada e emocionada por atravessar fronteiras junto ao DENTRO
e levar essa obra para outros países. Existe uma necessidade de tratarmos do tema
com sensibilidade e amor e, receber o reconhecimento da grandiosidade desse
trabalho além do território brasileiro é imensamente satisfatório”. – Ruth Flôres
Desde o lançamento, o curta-metragem tem sido bastante reconhecido. Em
julho, o DENTRO foi avaliado pela Videocamp e recebeu nota máxima de 5.
A plataforma reúne filmes que abordam causas urgentes e dá preferência às
produções que ampliam o olhar do espectador para temas sensíveis, promovendo
um mundo mais justo, solidário, sustentável e plural.

“Meu desejo é que o DENTRO seja exibido em muitos lugares e que as pessoas
consigam aprender com a história abordada. Tem muitas pessoas presas, sem
saber o que fazer e como agir. E o filme mostra que sempre haverá uma saída,
uma luz. Eu acredito que o filme ensina a lidar com os nossos próprios medos,
então, quanto mais ele for exibido mais pessoas terão a chance de se encontrar”
– Alisson Resende.

Alisson Resende também é roteirista e diretor dos filmes ‘Ninguém Pode
te Ouvir’, gravado no Rio de Janeiro, ‘Carona’ e ‘Hands’, gravados em
Divinópolis.

PÔSTER-OFICIAL-DENTRO DELHI

Anúncios