A NOSSA HISTÓRIA DE AMOR (Curta-metragem)

print

Confira abaixo um trecho da história:

CENA 2 PRAÇA EXT./DIA

Antônio, com o diário aberto, enche o peito de ar e começa a proclamar versos do que parece ser uma carta de amor.

ANTÔNIO:

Quanto tempo dura o amor?
O amor, ato puro e completo, por vezes confundido com o desejo. Sim, mas o desejo faz parte do amor, o amor é um eterno desejo. O desejo de se querer bem, de se completar a quem se ama. Desejo, real, oportuno, desejo que queima como uma chama eterna. Mas o amor, vai além do desejo. O amor é a materialização de um sonho, sonhado a dois. Sonhos, sim o amor também é feito de sonhos. Por vezes nos vemos brigar com a realidade, pois ela é tão dolorida, que se pudéssemos viveríamos sonhando. Não vou mentir, neste momento, eu queria estar sonhando.

Antônio olha para o lado, um pouco assustado com medo de ser repreendido pelo jovem rapaz que ali está sentado, com medo de ser considerado louco por estar falando sozinho sobre o que é o amor. Mas para sua surpresa, o jovem rapaz lhe faz um pedido.

(TRECHO RETIRADO DO ROTEIRO)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s