Conheça “DENTRO”, a minha nova história em curta-metragem

DENTRO é a minha nova história em curta-metragem, um suspense psicológico onde a escuridão é a maior protagonista.

Confira a sinopse:

Uma jovem mulher se encontra presa dentro de um quarto escuro. Em meio aos gritos de pedido de socorro, uma fresta de luz parece ser o fim da sua clausura, ou não.

site

Anúncios

DENTRO (Curta-metragem)

site

CENA 1 QUARTO/ INT./NOITE

BÁRBARA:
Que isso, porque que está tudo escuro? (Aflita)
Onde estou? (Respiração ofegante)
Me tira daqui, me tira daqui (Aos berros)

O escuro persiste, sons da gosta d’água contrastam com a respiração ofegante de Bárbara.

BÁRBARA:
Eu não gosto do escuro, porque você me trancou aqui.
Me deixa sair, me deixa sair!

Bárbara insiste em ser libertada, mas sem sucesso. Na verdade ela ainda não sabe se está ou não acompanhada neste ambiente escuro.

BÁRBARA:
Tem alguém aqui?(Voz trêmula)
Me responde,
tem alguém aqui?(Voz alterada)

Não adianta, Bárbara realmente parece estar só. O ambiente escuro e frio com os sons da goteira d’água começam a incomodar, o som da goteira começa a enlouquecer Bárbara.

(TRECHO RETIRADO DO ROTEIRO)

Curta-metragem CARONA ganha versão de 1 minuto e participa do “Festival do Minuto” de São Paulo onde concorre em duas categorias

O curta-metragem CARONA ganhou uma versão de apenas 1 minuto. O vídeo resgata os melhores momentos desta história que encantou e movimentou os portais de comunicação de todo o país.

No Festival do Minuto o CARONA concorre em duas categorias: “Tema livre” e “Trajetos Urbanos”. O vencedor irá levar para casa o Troféu do Minuto.

Os envios de vídeos para o festival se encerram dia 31 de julho e posteriormente deverá ser divulgado o resultado. Estamos na torcida!

Abaixo você confere o link para acessar o site e votar no curta-metragem CARONA.

http://festivaldominuto.com.br/pt-BR/contents/40732

TUDO QUE EU NUNCA TEREI (Média-metragem)

tudo-que-eu-nunca-terei

Confira abaixo um trecho da história:

CENA 3 CASA INT./DIA

É possível ver o pai e a mãe de Pedro pela casa. Pedro está em seu quarto olhando fotos da pousada pela internet. Com umas anotações em mãos Pedro se levanta e vai em direção ao seu pai.

PEDRO:
Pai.

AUGUSTO:
Sim.

PEDRO:
Qual trajeto é melhor para Búzios?

AUGUSTO:
Nossa filho, preciso pesquisar no mapa. Já tem um bom tempo que não pego estrada sentido Rio.

PEDRO:
Que mapa pai, aqui pelo celular da pra ver de boa. É que tem dois trajetos mas estão dando algumas horas de diferença.

(TRECHO RETIRADO DO ROTEIRO)

Conheça a minha nova história de média-metragem, TUDO QUE EU NUNCA TEREI

O ano de 2017 está a todo vapor. Após iniciar o mês de janeiro com meu novo roteiro de curta-metragem intitulado “A NOSSA HISTÓRIA DE AMOR”, apresento a vocês minha nova história, o média-metragem TUDO QUE EU NUNCA TEREI.

TUDO QUE EU NUNCA TEREI é um drama que coloca em discussão o sentido da vida, afinal acreditamos a todo momento ter o controle de algo que é muito maior que gente, a própria vida.

Segue abaixo a sinopse oficial:

Pedro e Clara são um jovem casal universitário. Apaixonados, eles fazem planos de uma vida a dois e planejam um lindo futuro juntos. Porém, eles irão descobrir que não há um roteiro a ser seguido quando quem dita as regras é a própria vida.

tudo-que-eu-nunca-terei

Curta-metragem CARONA ganhou uma versão mais que especial

2017 começou com muitas novidades.

Além do meu novo curta-metragem “A NOSSA HISTÓRIA DE AMOR” que será lançado esse ano tem novidades também no CARONA, meu segundo curta lançado em outubro do ano passado.

Já está disponível no meu canal no youtube uma nova versão do CARONA e eu te convido para assistir.

Essa versão inclui uma trilha mais que especial denominada “Sujeito Objeto” do intérprete Gabriel De Almeida Prado, cantor e compositor paulistano. Gabriel lançou recentemente seu primeiro álbum “A Língua e a Alma” que você encontra disponível nas principais plataformas digitais.

Valeu Gabriel!

2017 chegou com novas histórias

Ano novo, histórias novas!

Sim, 2017 começou e apresento o meu novo roteiro de curta-metragem intitulado “A NOSSA HISTÓRIA DE AMOR”.

Antes de mais nada, é uma história sobre o amor, uma história sobre celebrar o amor!

Confira abaixo a sinopse da história:
Todo ano, Antônio, um senhor de aproximadamente 50 anos escreve uma carta para a pessoa amada em comemoração ao aniversário de casamento. Sentado no banco de uma praça, palavras ditas ao ar contracenam com as lembranças de um amor vivido.

print

A NOSSA HISTÓRIA DE AMOR (Curta-metragem)

print

Confira abaixo um trecho da história:

CENA 2 PRAÇA EXT./DIA

Antônio, com o diário aberto, enche o peito de ar e começa a proclamar versos do que parece ser uma carta de amor.

ANTÔNIO:

Quanto tempo dura o amor?
O amor, ato puro e completo, por vezes confundido com o desejo. Sim, mas o desejo faz parte do amor, o amor é um eterno desejo. O desejo de se querer bem, de se completar a quem se ama. Desejo, real, oportuno, desejo que queima como uma chama eterna. Mas o amor, vai além do desejo. O amor é a materialização de um sonho, sonhado a dois. Sonhos, sim o amor também é feito de sonhos. Por vezes nos vemos brigar com a realidade, pois ela é tão dolorida, que se pudéssemos viveríamos sonhando. Não vou mentir, neste momento, eu queria estar sonhando.

Antônio olha para o lado, um pouco assustado com medo de ser repreendido pelo jovem rapaz que ali está sentado, com medo de ser considerado louco por estar falando sozinho sobre o que é o amor. Mas para sua surpresa, o jovem rapaz lhe faz um pedido.

(TRECHO RETIRADO DO ROTEIRO)

Matéria especial sobre o curta-metragem CARONA feita pelo programa TV SHOW

Neste sábado, dia 03 de dezembro, foi ao ar mais uma matéria linda sobre o curta-metragem CARONA produzida pelo programa TV SHOW que é exibido pela TV Candidés.

Na ocasião, conversamos sobre a história, o sucesso do curta-metragem, a entrega dos brinquedos para as crianças do Lar das Meninas e meus projetos futuros.

Confira abaixo a matéria na íntegra.

“QUANDO OS ANJOS FALAM” é registrado na Biblioteca Nacional

Há alguns meses enviei o meu roteiro de longa-metragem “QUANDO OS ANJOS FALAM” para ser registrado na Biblioteca Nacional, que fica no Rio de Janeiro. É o órgão brasileiro responsável para esta finalidade.

Enviei o roteiro em meados de maio, ou seja, levou mais ou menos sete meses para que eu recebesse o registro em casa. Vale ressaltar que se a obra não fosse original, ou tivesse algum problema envolvendo plágio, eu não receberia a certidão de registro.

Toda obra deve ser registrada, é uma garantia que você tem sobre seu trabalho. Infelizmente não podemos confiar em meras palavras ou nas bondades alheias, por isso antes de sair por ai enviando seus roteiros, textos, poesias e afins, registre-as.

O processo é simples e você deve apenas acessar o site da Biblioteca Nacional. Lá você encontra todas as informações referentes a cada tipo de obra e o valor a ser pago. Pelo mesmo site, a guia de recolhimento é gerada e basta efetuar o pagamento da mesma e enviar a documentação junto com a guia paga para o endereço indicado no site.

Abaixo, o site da Biblioteca Nacional:

https://www.bn.gov.br/

registro-quando-os-anjos-falam-site

Certidão de registro do roteiro de longa-metragem