CINEMA | Minha Retrospectiva

Dia 19 de junho é comemorado o dia do cinema nacional.

Para comemorar esta data, fiz uma retrospectiva dos meus trabalhos realizados até aqui.

É com muito carinho que agradeço a todos que em algum momento, participaram desta caminhada comigo.

Viva o cinema nacional!

Filmes produzidos:

*NINGUÉM PODE TE OUVIR | Selecão Oficial
1º Mostra de Cinema Digital de Uberaba

*CARONA | 60 mil visualizações no YouTube

*hands | Produzido para o Festival do Minuto de São Paulo

*DENTRO |Seleções Oficiais
7º Delhi Shorts International Film Festival – 18
7º Mumbai Shorts International Film Festival – 18
9º Dada Saheb Phalke Film Festival – 19

#NINGUÉMPODETEOUVIR #CARONA #hands #DENTRO

Apresentação | TEMPO

O tempo rege nossas vidas a todo momento, é ele quem dita as regras. Ele transcende, transforma e modifica, faz pulsar amor, dor e alegrias. Mas será que é possível controlar o tempo ou seria ele o senhor de todas as regras?

TEMPO – a minha nova história em curta-metragem.

Dê o play e confira a apresentação especial:

DENTRO é selecionado para a 3ª Mostra CineAfroBH

Dentre as 30 inscrições via edital, a curadoria da Mostra CineAfroBH selecionou os 10 filmes que compõe a programação de 2019, que estreia sua 3ª edição no dia 09 de junho.

Sobre a Mostra:

A Mostra CineAfroBH teve sua primeira edição em 2014, e é a primeira mostra audiovisual de MG com a temática afro-brasileira.

A 3º Mostra CineAfroBH: Quilombos Urbanos, Fé e Cultura é a continuidade dessa ação audiovisual bem sucedida. Ela vai selecionar em 2018 outros 10 filmes, fixando a terceira edição da MCABH no calendário cultural belo-horizontino e iniciar a sua primeira intenância nacional pela Bahia, nas cidades de Salvador e Valença. Essas cidades têm em comum o fato de mais de 52% de seus habitantes serem negros ou pardos e de possuírem quilombos em seus territórios.

56289366_1280019105483285_1023198090514923520_n

Confira uma matéria especial sobre o filme DENTRO

Os estudantes de jornalismo da UEMG Alecsander Alves e Allan Alves fizeram um projeto denominado VITRINE e seu episódio de estreia foi sobre o meu novo filme DENTRO. Estou agradecido e honrado pelo excelente trabalho.

DENTRO é um grande filme feito de forma independente, com muita qualidade, entrega e amor e vocês conseguiram retratar isso nesse trabalho.

Sobre o Vitrine:

O VITRINE é um projeto experimental de um programa para web que busca expor o trabalho de artistas e pessoas ligadas à cultura, do município de Divinópolis e região. Realizado por alunos do 7º período de Jornalismo da UEMG.

DENTRO é lançado no Youtube!

Apresento a vocês o meu novo filme em curta-metragem DENTRO. Um trabalho independente que traz Ruth Flôres em sua estreia como atriz.

Falar sobre o DENTRO é falar sobre a sensação de dever cumprido. Em um país onde cada vez mais a cultura é deixada de lado é importante dar voz ao que acontece no cenário local e sou muito grato ao acolhimento que o filme teve de toda a mídia em geral.

Também gostaria de agradecer ao secretário de cultura Osvaldo André por acreditar no filme e nos brindar com sua ilustre presença no lançamento, e pelas belas palavras e reflexão feita após a exibição.

Meu encontro com a Ruth se resume em gratidão. Ela entregou a personagem Bárbara, toda a carga e dramaticidade que a mesma merecia e o resultado não poderia ser nada menos que magnífico. Obrigado mais uma vez Ruth, o DENTRO te lançou no cinema e a sua caminhada está apenas começando.

Para os que irão assistir deixo aqui uma certeza, #SomosTodosBárbara, todos temos que lutar dia-a-dia com nossas dores, nossos escuros.

Espero que o filme mexa com vocês da mesma forma que mexeu com todos os envolvidos e espero que ele seja uma voz para todos que se identifiquem com a personagem, afinal, de qual escuridão estamos falando, com qual dentro estamos lidando.

Uma história universal, é assim que resumo o DENTRO.

A caminhada está apenas começando, e te convido para imergir dentro desta história. Está pronto para estar DENTRO?

#DENTROnoYoutube

Curta-metragem DENTRO

Sinopse: Bárbara se encontra presa dentro de um local escuro. Em meio aos gritos de socorro, uma fresta de luz parece ser o fim de sua clausura, ou não.

Atenção: Este filme trata sobre questões relacionadas a depressão. Pessoas que tenham ansiedade e/ou pânico devem assistí-lo com cautela.

Imagem, Fotografia, Som, Edição, Montagem, Finalização, Roteiro e Direção: Alisson Resende

Apresentando: Ruth Flôres como Bárbara
Produção Independente, todos os direitos reservados.

Seleções Oficiais:

7º Delhi Shorts International Film Festival – 18
7º Mumbai Shorts International Film Festival – 18
9º Dada Saheb Phalke Film Festival – 19

PÔSTER OFICIAL

PÔSTER OFICIAL DENTRO LAUREL

“NINGUÉM PODE TE OUVIR” é exibido na Universidade Estácio do Rio de Janeiro

Na última terça, dia 14 de novembro, aconteceu na Universidade Estácio do Rio de Janeiro o evento “NuCineClube” com o tema “Dia do Terror” onde três curtas-metragens de suspense foram exibidos.

O meu primeiro curta-metragem “NINGUÉM PODE TE OUVIR” foi um dos escolhidos para o evento. Abaixo você confere o cartaz do evento.

23758349_1715356161839105_2123284018_n

Conheça “DENTRO”, a minha nova história em curta-metragem

DENTRO é a minha nova história em curta-metragem, um suspense psicológico onde a escuridão é a maior protagonista.

Confira a sinopse:

Uma jovem mulher se encontra presa dentro de um quarto escuro. Em meio aos gritos de pedido de socorro, uma fresta de luz parece ser o fim da sua clausura, ou não.

 

DENTRO (Curta-metragem)

 

CENA 1 QUARTO/ INT./NOITE

BÁRBARA:
Que isso, porque que está tudo escuro? (Aflita)
Onde estou? (Respiração ofegante)
Me tira daqui, me tira daqui (Aos berros)

O escuro persiste, sons da gosta d’água contrastam com a respiração ofegante de Bárbara.

BÁRBARA:
Eu não gosto do escuro, porque você me trancou aqui.
Me deixa sair, me deixa sair!

Bárbara insiste em ser libertada, mas sem sucesso. Na verdade ela ainda não sabe se está ou não acompanhada neste ambiente escuro.

BÁRBARA:
Tem alguém aqui?(Voz trêmula)
Me responde,
tem alguém aqui?(Voz alterada)

Não adianta, Bárbara realmente parece estar só. O ambiente escuro e frio com os sons da goteira d’água começam a incomodar, o som da goteira começa a enlouquecer Bárbara.

(TRECHO RETIRADO DO ROTEIRO)