DENTRO é selecionado para festival internacional na Índia

O curta-metragem DENTRO, roteirizado e dirigido pelo cineasta mineiro Alisson Resende, foi selecionado para o Festival Internacional de Cinema de Shorts de Delhi, na Índia. O filme vai concorrer em quatro categorias: melhor filme, melhor diretor, menção honrosa do júri e menção especial do Festival. A sétima edição do Festival será no dia 28 de outubro, em Delhi, a segunda maior cidade da Índia.

O Festival é realizado desde 2012 pela Miniboxoffice para estabelecer uma indústria de curta-metragem paralela ao cinema comercial. Foram selecionados curtas-metragens e documentários com abordagens pensativas e criativas de todo o mundo.

“ O DENTRO é o meu trabalho mais maduro, mais intenso. O filme recebeu 4 indicações, entre elas a de melhor diretor e melhor filme em curta-metragem. Estou ansioso e confiante. Espero representar o meu país e estado da melhor forma possível” – Alisson Resende.

O filme DENTRO foi gravado em Divinópolis em dezembro do ano passado. O curta é um suspense psicológico narrado por uma personagem que vive momentos de medo, angústia e tensão ao se ver presa pela escuridão. Todas as cenas foram gravadas em dezembro do ano passado em um galpão escuro, sem iluminação. Para conduzir a história vivida pela personagem o cineasta utilizou uma iluminação bem restrita e planejada: 90% da luz foi com o uso de uma lanterna de celular, apenas a cena final (a batida da porta) foi produzida com um led. Foram aproximadamente 4 horas de gravação e toda a produção do filme foi independente. O cineasta Alisson Resende foi o responsável por todas as etapas do curta-metragem, do roteiro à edição.

“Ter um filme selecionado em um festival é sempre gratificante. Ter um filme de
produção independente e baixíssimo orçamento selecionado por um festival
internacional é mais gratificante ainda pois aprova e certifica a qualidade do
trabalho realizado. Acredito que o sucesso da história se deve pelo fato dela
retratar um sentimento universal, e é justamente por isso que o filme foi
selecionado por um país com cultura tão distinta da nossa. Não importa qualquer
diferença cultural, a dor e os escuros da alma são sempre universais’ – Alisson
Resende.

O lançamento do filme foi em março deste ano no Teatro Municipal Usina
Gravatá, em Divinópolis e, contou com a presença do Secretário Municipal de
Cultura, Osvaldo André de Mello. Ao saber da exibição do curta na Índia o
secretário comemorou a projeção de Divinópolis em outro país.

“A participação do filme divinopolitano na Índia projetará nossa idade e
encontrará, certamente, a recepção ideal de uma cultura sensível à
espiritualidade, aos mistérios da vida, aos desiquilíbrios que podem encontrar
equilibração. O curta DENTRO, do jovem cineasta divinopolitano, Alisson
Resende, com a talentosa atriz Ruth Flôres, investiga os meandros do inconsciente
e da mente. Linguagem impactante, a serviço da apreensão do máximo drama no
mínimo tempo. A medida exata do tempo cinematográfico…” – Osvaldo André de
Mello

Por meio da personagem Bárbara, interpretada pela atriz Ruth Flôres, o
filme aborda sentimentos do dia a dia, como a depressão, tristeza, insegurança,
dúvidas e solidão. O DENTRO foi o primeiro trabalho da atriz no cinema, uma
estreia marcada pelo reconhecimento do público.

“Eu me sinto honrada e emocionada por atravessar fronteiras junto ao DENTRO
e levar essa obra para outros países. Existe uma necessidade de tratarmos do tema
com sensibilidade e amor e, receber o reconhecimento da grandiosidade desse
trabalho além do território brasileiro é imensamente satisfatório”. – Ruth Flôres
Desde o lançamento, o curta-metragem tem sido bastante reconhecido. Em
julho, o DENTRO foi avaliado pela Videocamp e recebeu nota máxima de 5.
A plataforma reúne filmes que abordam causas urgentes e dá preferência às
produções que ampliam o olhar do espectador para temas sensíveis, promovendo
um mundo mais justo, solidário, sustentável e plural.

“Meu desejo é que o DENTRO seja exibido em muitos lugares e que as pessoas
consigam aprender com a história abordada. Tem muitas pessoas presas, sem
saber o que fazer e como agir. E o filme mostra que sempre haverá uma saída,
uma luz. Eu acredito que o filme ensina a lidar com os nossos próprios medos,
então, quanto mais ele for exibido mais pessoas terão a chance de se encontrar”
– Alisson Resende.

Alisson Resende também é roteirista e diretor dos filmes ‘Ninguém Pode
te Ouvir’, gravado no Rio de Janeiro, ‘Carona’ e ‘Hands’, gravados em
Divinópolis.

PÔSTER-OFICIAL-DENTRO DELHI

Anúncios

Confira abaixo a crítica do escritor e psicanalista “Eduardo Lucas Andrade” sobre o filme DENTRO

O curta-metragem de Alisson Resende é tocante, nome certeiro e de uma profundidade que da vontade de adentrar na sombria cena. O curta tem bem aventurado trabalho de transmissão e faz sentir a angústia desassossegando o espectador a uma instigante expectativa de salvar a personagem, que presa, está presa em si mesma, pedindo gritantemente de forma repetitiva e sem força para dali sair. Sair de si? Ou sair do sofrer psíquico que aprisiona sem o pensamento saber o porquê? Sua força são gritos no interno, é linguagem que goteja, é pedido de socorro que não sai com tamanha potência conforme gritado; sai pelas brechas da porta encaixada – mas sai despedaçando a imagem do que fala.

A angústia aprisionada sem a possibilidade de se ver, sem a possibilidade de não ser mais que um sentir-se encolhido no calabouço da solidão me faz pensar numa caverna de Platão da solidão. O espelho quebrado, irrefletido, desperdiçado. A perda da imagem para as sombrias angustias do ser é retratada.  O sujeito nas brechas da porta consegue sair apenas em parte, e apenas em parte o outro pode ajudar, pois quando ouvimos o sofrimento de alguém, escutamos apenas pormenorizadas sensações daquele sofrer, pois o mesmo, pela sua cortante vértice real não se partilha totalmente.

O curta aborda com firmeza a depressão, a retirada do sujeito de seu lugar e o suplício pela morte querendo acabar com a dor que a assola. O suicídio é tema tocado e fica nítido que ele conforme possibilitado no curta é alternativa do sujeito que quer acabar com o insuportável que está acabando com ele, não com a vida. Quer sair! É curta, mas parece longínquo, pois angústia retarda a relatividade do tempo, para quem sofre minutos são horas. O de dentro precisa respirar, sair, daí cortes os cortes feitos por adolescentes, daí corações indo à goela em batidas de vida que ao irem no limite mais parecem morte.

A abertura da aorta causa medo, o mesmo podemos dizer da porta. Sair, mas o que espera do lado de fora? Como foi parar ali? Quem poderá ajudar? A vontade de ajudar que o suspense coloca é justamente o ponto dentro – não criticar, não julgar, acolher e ofertar saídas é que podem ser pontos de ajuda viva! Somos todos bebês desamparados frente a forca psíquica da clausura.

A excelente atriz, Ruth Flôres que atuou como Bárbara vestiu a angústia a sério, pois este sinal de alerta é justamente um grito que traz tentativas de se reviver! Bárbara, feliz nome elegido, pois é bárbara aquela pessoa que luta com as amarguras da vida tentando sair e erguer-se das caídas da vida!

Eduardo Lucas Andrade, escritor e psicanalista.

crítica

DENTRO ganha versão internacional

Meu novo filme em curta-metragem DENTRO ganhou uma versão internacional (INSIDE) legendada em inglês. O filme que mexeu com os sentimentos de toda a platéia agora poderá ser visto por milhares de pessoas ao redor do mundo.

Confira abaixo o link para conferir o filme na íntegra e seu pôster internacional:

 

38238152_2086186894756028_1728695689208135680_n

Pôster Internacional do curta-metragem DENTRO

 

DENTRO é lançado no Youtube!

Apresento a vocês o meu novo filme em curta-metragem DENTRO. Um trabalho independente que traz Ruth Flôres em sua estreia como atriz.

Falar sobre o DENTRO é falar sobre a sensação de dever cumprido. Em um país onde cada vez mais a cultura é deixada de lado é importante dar voz ao que acontece no cenário local e sou muito grato ao acolhimento que o filme teve de toda a mídia em geral.

Também gostaria de agradecer ao secretário de cultura Osvaldo André por acreditar no filme e nos brindar com sua ilustre presença no lançamento, e pelas belas palavras e reflexão feita após a exibição.

Meu encontro com a Ruth se resume em gratidão. Ela entregou a personagem Bárbara, toda a carga e dramaticidade que a mesma merecia e o resultado não poderia ser nada menos que magnífico. Obrigado mais uma vez Ruth, o DENTRO te lançou no cinema e a sua caminhada está apenas começando.

Para os que irão assistir deixo aqui uma certeza, #SomosTodosBárbara, todos temos que lutar dia-a-dia com nossas dores, nossos escuros.

Espero que o filme mexa com vocês da mesma forma que mexeu com todos os envolvidos e espero que ele seja uma voz para todos que se identifiquem com a personagem, afinal, de qual escuridão estamos falando, com qual dentro estamos lidando.

Uma história universal, é assim que resumo o DENTRO.

A caminhada está apenas começando, e te convido para imergir dentro desta história. Está pronto para estar DENTRO?

#DENTRO #DENTROnoYoutube

DENTRO ganha reportagem especial no MGTV

O meu novo filme em curta-metragem DENTRO ganhou uma reportagem especial no MGTV 1ª edição da TV Globo.

Estou muito feliz com toda a receptividade que meu novo filme tem tido pela mídia no geral.

No link abaixo você confere a reportagem no site do G1.

Clique aqui: Cineasta de Divinópolis grava curta-metragem de suspense na cidade

Conheça “DENTRO”, o meu novo curta-metragem

Na última terça-feira dia 5, foi liberado em meu canal no youtube o teaser do meu mais novo trabalho em curta-metragem intitulado DENTRO.

Se você tiver medo da escuridāo com certeza você vai se reconhecer. E se nāo tiver medo, também! Afinal, existem várias escuridões e muitas insistem em fazer parte do nosso cotidiano, da nossa vida… até mesmo sem dar sinais evidentes! E é por isso que eu te convido a conhecer um pouco do meu 4° curta-metragem: DENTRO. Um suspense psicológico que será lançado em breve.

Ela está DENTRO. Mas DENTRO de onde? #Descubra

“NINGUÉM PODE TE OUVIR” é exibido na Universidade Estácio do Rio de Janeiro

Na última terça, dia 14 de novembro, aconteceu na Universidade Estácio do Rio de Janeiro o evento “NuCineClube” com o tema “Dia do Terror” onde três curtas-metragens de suspense foram exibidos.

O meu primeiro curta-metragem “NINGUÉM PODE TE OUVIR” foi um dos escolhidos para o evento. Abaixo você confere o cartaz do evento.

23758349_1715356161839105_2123284018_n